Paulo Cezar Caju: um ídolo, uma lição de humanidade e um fã

Colaboração de Alberto Lazzaroni

A vida nos reserva muitas surpresas. O ano era 2016 e já começou cercado de muita expectativa. A esposa estava grávida, após inúmeras tentativas, e o tão sonhado filho estava a caminho. Tudo girava em torno desse acontecimento e estávamos muito felizes. De repente, a saúde da sogra que já vinha abalada se complica e ela é internada. Preocupação total. Mal tivemos tempo de respirar e vem outra notícia: um primo, quase um irmão, cai da laje da sua casa e também é internado com suspeitas de ficar paraplégico. Comoção total.

O tempo passou. O filhote nasceu e hoje é um meninão muito esperto e inteligente. A sogra, infelizmente nos deixou no ano passado, por conta de complicações da saúde. Hoje, o que nos resta é a saudade. E o primo? Bom, o primo José deixou o hospital mas infelizmente o diagnóstico de paraplegia se confirmou. Se aposentou por invalidez e hoje passa o tempo em sua cama, tentando encontrar motivos que o façam resgatar a alegria de viver.

Ontem, como sempre faço, falei com ele e, companheiros que éramos nas peladas de rua, a pauta quase sempre é futebol. No meio da nossa conversa recebo uma mensagem do eterno craque Paulo Cézar Lima, o PC Caju. Fiz a conexão na hora. Por que não pedir ao PC para enviar uma mensagem de conforto ao primo? Ele é botafoguense, tem o PC como um dos seus ídolos e certamente ficará feliz em receber esse carinho da parte dele. No melhor estilo “calçar a cara”, pedi o favor ao PC.

Assim o fiz mas devo confessar que não alimentei muita esperança não. E explico: PC é um ícone do futebol mundial, deve haver umas trocentas pessoas querendo falar com ele, entrevistá-lo, escreve as suas colunas, enfim, uma agenda lotada. Mas ele fez um áudio. E me enviou em menos de um minuto após o pedido. Transcrevo:

“Bom dia, salve José! Saudações botafoguenses. Muita força, muita perseverança, muita fé em Deus. Muita fé em você também que é mais importante nessa hora mas é Deus, lógico, que está ao nosso lado, todos os dias, todas as horas. Mas somos nós que temos que correr atrás e lutar, né? Que tudo corra bem, que você se recupere e vamos ver se após essa quarentena possamos tomar um café juntos aí, falou? Um grande abraço, muita saúde, tudo de bom. Um abração do tricampeão mundial Paulo Cézar Lima.”

Não preciso nem dizer o quanto esse áudio me emocionou e, de prontidão, agradeci demais a ele. Encaminhei o áudio para o José e foi algo assim muito poderoso. Ele me respondeu emocionado num primeiro áudio dizendo que não estava acreditando naquilo. O seu ídolo mandando um áudio específico para ele. Eu falei que era para acreditar e que enviasse um também que eu encaminharia para o PC. Moral da história: o PC acabou me pedindo o telefone do José, ligou para ele e, por instantes, não havia mais doença, não havia cama, não havia dor. A voz triste deu lugar à alegria. Só havia a magia do futebol a unir o ídolo e o fã, numa conversa onde ambos voltaram no tempo. O tempo em que um encantava a todos nos gramados mundo afora e o outro o imitava nas peladas de rua de seu bairro.

O que temos aqui meus amigos é a prova cabal do poder do futebol e da paixão que ele arrebata. Aquele momento em que um ídolo faz mais pelo torcedor que um psicólogo. O momento em que ele também é um remédio. Não sei se os atuais “craques” teriam tempo e vontade para fazer isso. São muitos assessores, muito estafe, muito marketing. Mas o que importa é que Paulo Cézar Lima, o grande PC Caju, o fez. E isso não tem preço. Como te disse PC: que Papai do Céu te dê em dobro! Você é gente!

12 thoughts on “Paulo Cezar Caju: um ídolo, uma lição de humanidade e um fã

  1. Muito bom!!!!!
    Uma lição de vida e humildade…
    Infelizmente, atualmente a distância entre o torcedor, o fan e o jogador de futebol, é imensurável.., estão cercados e tolhidos por inúmeros assessores e compromissos…
    Feliz ano velho!!!!!

  2. Paulo César Caju
    Mestre do futebol, se tornou um astro mas sempre foi humano, humilde. Grande amigo que guardo no fundo do coração.
    Sempre companheiro dos amigos e sempre fiel a todos os parceiros.
    Desejo que seja muito feliz sempre!
    Sempre foi guerreiro e dessa forma foi vencedor de todos os obstáculos que surgiu em sua vida.

  3. PC é um gentleman , mal entendido geralmente ! Óbvio um cara q jogou o q ele jogou e com quem é onde jogou deve sentir muita saudade de ter tudo isso de volta, esse gesto nobre vimos ele fazer muitas vezes.

  4. Acompanho PC desde 74, na Copa da Alemanha. O via como um cara diferente dos demais. Bom vernáculo, bela dicção, poderia ser até cantor , pela voz. Rsss.
    PC sofreu o Diabo nas mãos de cronistas, jornalistas raivosos , rancoroso e racistas. Deu a volta em todos. Tem currículo invejável. Sabe expor o q pensa de forma contundente e salutar do bem comum . será sempre meu ídolo. Peli futebol, inteligência e perspicácia em tudo q fala e faz.
    Nosso PANTERA NEGRA.
    Seja feliz.

  5. Conheço essa fera a muitos anos. Não me surpreendo com tal atitude pois sei do coração humilde e amigo do grande homem Paulo Cezar Lima. Quanto ao PC jogador não precisa de comentários né? Um forte a grandioso abraço meu irmão, que Deus te devolva em saúde e paz!

  6. Paulo César ( PC) sempre foi um ser humano muito especial.
    Brilhou através do sucesso pois Deus deu esse dom em ser um Mestre com a Bola. Continuou humilde.
    Realmente conseguiu driblar jornalistas , e cronistas invejosos que faziam de tudo para derrubá-lo.
    Super inteligente, corajoso, íntegro…
    Parabéns Paulo.
    Sua energia positiva e verdadeira fez muito a quem necessitava e quem te admirava verdadeiramente.
    Sua família deve ter muito orgulho de você.
    Sou sua amiga e fã é tenho orgulho disso.

Deixe uma resposta para Jorge Davidson Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *