A incrível “barca” rubro-negra de 1980 (da Redação)

Em 06 de dezembro de 1980, terminado o Campeonato Carioca (vencido pelo Fluminense) e no período de férias do futebol, os jornalistas William Prado e João Saldanha criticavam a lista de dispensas feita pela diretoria do Flamengo.

Dentre os jogadores citados, ninguém menos do que Nunes, que seria no ano seguinte o artilheiro da decisão do Mundial Interclubes contra o Liverpool, além de Lico e Adílio, grandes destaques da temporada seguinte, considerada a maior da história do clube da Gávea.

Nenhum deles saiu, mas outros jogadores de ponta como Rondinelli e Júlio César acabariam negociados. E Carpegiani tornaria-se o treinador campeão, substituindo Cláudio Coutinho, que faleceria dias antes da final em Tóquio.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *