Jobson e a derrocada anunciada (da Redação)

Dias depois de ter se envolvido em um novo acidente de trânsito com o óbito de seu cunhado, Jobson volta à prisão.

CLIQUE AQUI

É o triste fim de uma das carreiras mais promissoras do futebol brasileiro, impulsionada há oito anos. Na verdade, esse fim já tinha acontecido antes.

E a repetição de um velho problema nosso: uma quantidade expressiva de jovens que possuem enorme qualidade técnica, mas advindos de situação de extrema carência e, num súbito, transformados em ídolos, formadores de opinião, com salários astronômicos na conta e sem o menor preparo para administrar a nova vida, até que a carreira desaba (às vezes literalmente) e, com ela, a própria vida do jogador.

Esta postagem é relativa a uma notícia divulgada hoje, dia 06 de junho, mas se não fosse a data poderíamos localizá-la em décadas e décadas de futebol brasileiro. Jogadores vencidos pelo alcoolismo, pela perda da fama, por diversos problemas extracampo, crimes até. Aqui a situação é a de Jobson, também envolvido com crimes, mas poderíamos falar mais atrás de Garrincha. Ou de Pompéia, o Constellation. Ou de Perivaldo. Ou de uma lista gigantesca de nomes promissores e consagrados. Bruno é outro no sistema carcerário, por exemplo.

O que dizer daqueles que permaneceram no anonimato e, depois do futebol, ainda jovens, ficaram completamente sem rumo? Em dados de 2016, 80% dos jogadores de futebol no Brasil ganhavam até mil reais por mês. A fortuna é uma ilusão para muito poucos jogadores de futebol.

CLIQUE AQUI

Jobson ainda tinha muito a fazer. A cabeça não ajudou. Há quem diga que isso é problema de cada um, mas a verdade é que no futebol brasileiro o jogador ainda é tratado como gado. Os clubes têm – ou deveriam ter – a obrigação de formar não apenas atletas, mas homens – uma vez que nas próprias divisões de base, já se sabe que nem todos terão êxito profissional.

CLIQUE AQUI

Imagem: Bruno de Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *